quarta-feira, 9 de maio de 2012

O Pecado na era Pós-cristã


Num desses dias, alguém me perguntou como se deve proceder quando em pecado. Respondi o óbvio: arrepender-se. A pessoa contestou dizendo que o pecador também é vítima e precisa ser entendido como tal. 

Essa me parece ser a discussão dos dias correntes: pecador ou vítima?

A Bíblia reconhece que qualquer pessoa pode ser vítima do pecado de alguém ou mesmo da conjuntura social, ou da estrutura politico-econômico-social, porém, não entende que isso possa justificar qualquer ato pecaminoso. Para a Bíblia todo ser humano é sujeito da e na história, principalmente, de sua história. Todos são pessoalmente responsáveis, ainda que possa haver atenuantes ou agravantes.

Para a Escritura Sagrada o que se pede do pecador é que se arrependa, isto é, que assuma o seu erro e a sua responsabilidade. Arrepender-se é aceitar a punição da lei. Um pecador arrependido é aquele que admite merecer a punição que a Lei de Deus prescreve para ele. Que, em última instância, é a morte: “A alma que pecar, morrerá” (Ez 18.4). 

O Novo Testamento, entretanto, nos ensina que todo o pecador que se arrepender, isto é, todo o que admitir e confessar o seu pecado será por Deus perdoado, como ensina o apóstolo João (1 Jo 1.9). E, por ser perdoado por Deus, deve ser perdoado pelo ser humano a quem ofendeu. Entretanto, o pecador não tem como exigir o ser perdoado. O pecador pede perdão, mas, não o exige; pelo simples fato de que perdão não é um direito do pecador, é uma benesse do ofendido. Porque perdão é graça.

É verdade que o cristão não tem como não perdoar (Mt 6.12). Contudo, essa é uma questão entre a vítima e Deus. Além disso, o pecador não tem o direito de reclamar do sofrimento de que foi acometido como consequência de seus atos - no relacionamento ofensor e ofendido (isso não justifica o ofendido, caso sua reação seja pecaminosa). É a lei da semeadura: “Semeia-se vento, colhe-se tempestade” (Os 8.7). E é preciso que se diga que, por pior que seja o sofrimento que o pecado venha a provocar sobre o pecador, ainda é menor do que o Inferno ao qual ele fez jus.

Todo o que confessa o seu pecado será perdoado e restaurado por Deus (1 Jo 1.9). Porém, confessar é assumir a responsabilidade e admitir a justiça da punição pelo que fez. Ainda que a punição não virá pelo fato de já ter sido sofrida por Cristo. 

Nesta época tal reflexão está se tornando impensável: porque vivemos numa era de vítimas. Hoje, não importa o erro que a pessoa cometa, ela é sempre vítima: seja da sociedade, seja da história, seja da economia, seja da política, seja das instituições, seja da família. Ninguém é culpado. Logo, como alguém disse: é uma época em que ninguém assume a responsabilidade, nem adia prazeres e nem se presta a sacrifícios.

Essa época é pós-cristã não porque não se fale mais de Deus (pelo contrário, provavelmente, poucas vezes na história se falou tanto de Deus), mas, porque não se fala e nem mais se admite a realidade do pecado. Esta é uma era onde não há mais pecadores, só há enfermos. É o auge do humanismo: o pressuposto de que o ser humano é intrinsecamente bom venceu; e, ora, gente intrinsecamente boa não peca, adoece. E doentes são vítimas. 

O que ainda não se percebeu nesta presente época é que doentes não podem ser perdoados. Só pecadores podem ser perdoados. Logo, só pecadores podem ser restaurados; só pecadores podem ser tornados puros de toda a injustiça que cometeram. O que será dos que estão prontos para assumir que estão enfermos, mas, jamais que são pecadores? A probabilidade maior é a de continuar pecando cada vez mais e pior, contraindo, aí sim, uma doença para a qual não há cura: a voracidade de ser aceito de qualquer jeito, por julgar ter o direito de ser de jeito qualquer. Essa enfermidade coloca a pessoa a deriva dos mais grotescos apetites, tornando-a escrava dos instintos, que se tornarão cada vez mais irresistíveis. É a escravidão do pecado (Jo 8.34). E disso só se escapa quando, finalmente, a todos os pulmões o pecador confessa: “Minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa”.


Por: Ariovaldo Ramos ( @ariovaldo)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

O difícil é reconhecer,que temos que MUDAR!

Em meio a toda correria do dia a dia, sinto falta do tempo precioso de poder colocar meus pensamentos no papel, mesmo que não agradando a todos, são meus, bem particularmente meus.
E a vida... ela segue, muita das vezes mais apressada do que gostaríamos, outras vezes, mais vagarosa impossível... e como isso é entediante muita das vezes, não é mesmo? Mas, chego a cada dia a conclusão de que independente de como esteja “andando” a vida, infelizmente, em meio a raça humana, tem predominado a ingratidão com tudo e com todos. Buscamos sempre mais realizações, reclamamos sempre mais das mesmas ou diferentes coisas, achamos sempre tudo muito trabalhoso  e chato demais, blasfemamos demais. Ou seja, tá sempre tudo ruim demais. Vivemos na esperança necessária (obviamente) do “Vai tudo Melhorar” ,nos limitamos a isso,e passamos a não enxergar e sermos gratos por aquilo que já está bom.
    O que realmente me assusta é essa deplorável capacidade de olharmos sempre para as dificuldades e fazer delas o assunto da vida... e nos colocarmos sempre na posição de “Vítimas” do meio, da sociedade, da criação recebida, da posição social. Parece tão mais fácil, não é mesmo? colocar a responsabilidade da nossa falta de pró-ativez,de sensibilidade, de amor, de fé, de responsabilidade, de respeito, de gratidão, de sinceridade, de honestidade, de bondade, de humildade, de amizade, de companheirismo,falta de DEUS em alguma escora...  O difícil é reconhecer em nós a real necessidade de MUDAR!!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Seja o que você é,mas busque ser MELHOR!

    As pessoas diferem de opiniões. E isso é comum. Uns verão em você coragem, outros medo, uns verão em você simpatia, outros, te acharão a criatura mais antipática de todas, uns te acharão chato (a) outros uma pessoa "super legal", uns por mais tratamentos de beleza que faça, te acharão feio (a), acima ou abaixo do peso,desproporcional, outros, conseguirão ver uma beleza enorme em você. Pois é, tudo varia de pessoa, para pessoa, e penso, que isso nunca mudará, as pessoas buscam afirmar suas opiniões e achismos sempre relacionando-os a algúem, que no caso, pode ser você, eu.
    É nesse sentido que reflito quão importante é a cada dia a busca pelo SER.... ser VOCÊ!. Quando definimos isso em nós, o que verdadeiramente somos e nos aceitamos, fica mais fácil entendermos que JAMAIS conseguiremos agradar a todos, afinal, nem Jesus como um ser humano perfeito conseguiu isso, então, conformemos em não conseguir também né?. Ah! é importante termos a consciência que NINGÚEM É PERFEITO! Todos, todos, sem exceção na raça humana, é dotado de qualidades e defeitos. Uns deixam as qualidades dominarem, outros,infelizmente, os defeitos.
    Quando passamos a nos aceitar, e a assumir a nossa posição do "Ser verdadeiramente Eu" fica mais fácil a partir daí identificarmos nossas áreas onde mais necessitamos de mudanças... Pois é, MUDANÇAS! Não adianta você reconhecer quem é com qualidades e defeitos, e sentir-se satisfeito(a) em permanecer sempre da mesma forma, tipo como uma música antiga que diz: " Eu cresci assim, vou ser sempre assim, vou morrer assim..Gabriela!" ( mais ou menos isso,rs!) , de acordo com o que eu penso, viver assim não é nem um pouco inteligente. Afinal, por mais que não devamos viver preocupados com que os outros pensarão de nós, como já parafraseava Madre Tereza de Calcutá que dizia "Nunca será entre você e os homens, mas sim,entre você e Deus",é de extrema importância analisar, avaliar,percebermos o que estamos emitindo, refletindo para as pessoas, e se o que recebemos em contrapartida delas, é motivado por nós, e posso perceber, que na maioria das vezes é. Aí, entra a humildade,não a relacionada ao financeiro, a humildade de espírito mesmo, em se auto-analisar e aceitar que o erro pode estar nós. Como é bom ter a possibilidade de encararmos um espelho, quando falo em espelho, não refiro á expectativa exterior que ele nos reflete,mas sim, termos a tranquilidade de nos olharmos numa visão mais rebuscada, a interior e relacionarmos a visão cristã,principalmente, que é a que me baseio e é a que mais nos motiva a buscar mudanças, que mas nos faz pensar se estamos compatíveis ou pelo menos caminhando para estar ao que diz a palavra de Deus, a Bíblia de fato é o melhor espelho para estar de frente para quem busca: melhorar e evoluir,é Ele o Melhor Manual de Vida, o melhor livro de Auto-ajuda! Te convido a estar com esse "Book na face", rs e deixar com que seja Ele o Espelho para refletir o que é necessário mudar, e que haja disposição e empenho para Tal!! Que Deus nos ajude!!
    Vamos caminhar sendo o que somos, mas, não nos satisfazendo como estamos, sabendo que há sempre possibilidade de SERMOS MELHORES DO QUE ONTEM!


Bruna M. Bahiense

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Espírito Solidário irmão do Espirito Natalino?


    Sinceramente, a Onda de Solidariedade que surge em conjunto a essa famosa data Festiva chamada NATAL, me assusta. É um movimento de boas ações, de palavras bonitas, de campanhas, de "ajude uma criança", "faça o natal de uma criança mais feliz"," seja solidário".Ótimo! mas,melhor mesmo, seria se esse "espírito solidário" permanecesse pelos outros 364 dias do ano. Afinal, se tem fome todos os dias, é necessário se vestir todos os dias, crianças precisam de brinquedos e diversão também em outros dias do ano. Ah! há quem fale que é melhor que isso seja feito alguma vez na vida do que nunca. É, realmente, quem pensa assim, talvez não tenha que mendigar o pão de cada dia, não tenha que trabalhar de sol a sol para voltar para casa com R$20,00 reais ou menos no dia, para sustentar uma família imensa.
    Será que o "espírito Solidário" e o "espírito Natalino" são irmão Siameses? e eles só venham em conjunto... .
É triste ver no Natal, que enquanto crianças esbanjam seus Presentes caros, cheios de funcionalidades e tecnologia, outras, esbanjam sua falta de tudo. E ainda nos achamos os "Super-humanos" em nessa ÚNICA data do ano, doarmos um brinquedinho, um trocadinho, uma roupinha. 
    Eu gostaria tanto que fosse Natal todos os dias do ano... que realmente nos importassemos de verdade por todos os dias com aqueles que não tem o que comer, não tem o que vestir, não tem um lugar quente para recostar a noite, nos importarmos com a criança que tem tido sua infância massacrada pela violência, pelas drogas,pela falta de educação, pela falta do ser criança... do brincar...do estudar...do VIVER! 
    Na Bíblia em Mateus 22:37-39 Jesus nos remete a dois de seus principais mandamentos: "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo."
Podemos refletir a partir desta palavra, destes mandamentos,  que depois de amarmos a Deus, devemos amar o nosso próximo,e isso não é em uma data apenas, é sempre,todos os dias. Que não esperemos apenas por datas para agirmos em amor, em solidariedade ao próximo, que tenhamos sim, o espírito solidário, totalmente desatrelado ao Natalino apenas, que façamos o bem independente de datas!!.

Apenas um desabafo...


Bruna M. Bahiense


    

sábado, 10 de dezembro de 2011

Uma Lição de Vida...


Temos vivido reclamando  e desistindo muito fácil de tudo...
Queremos bens materiais que ainda não podemos ter,mais desistimos fácil de batalhar para conquistá-los...
Reclamamos dos quilinhos a mais,mais desistimos fácil de nos disciplinarmos para perdê-los...
 Reclamamos das pessoas, das atitudes delas , esquecemos de olhar as qualidades, e desistimos fácil delas também...
 Então te convido a assistir esse vídeo e ver que bem diferente de todos que desistem fácil, existem muitos como esse rapaz, que mesmo tendo tantos motivos para desistir, para não querer mais viver, nos trazem uma verdadeira lição, de como devemos nos ver, e lidar com a vida, são essas pessoas, que nos fazem ver que nada é tão difícil quando se quer... que realmente um ser humano tem uma força maior do que a que conseguimos imaginar!

Que você possa ser impactado(a) como eu fui com esse vídeo nesse dia, e que reconheça em você a força que realmente tem... E lembre-se que Essa força Vem do Alto, vem de Deus!! E com Ele e Nele você tem força e pode TUDO!

Deus o abençoe!

Bruna M. Bahiense

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Tire primeiro a trave do teu Olho



30-05-2011
 




    O ser humano vive determinado a “encaixar-se” aos padrões. Uma busca que tende sempre a nos levar a conflitos, afinal, seriam os padrões algo extremamente relativo, pois distinguem-se de acordo com credo, raça,nacionalidade,etnia, conceitos, e opiniões.Padrões definidos pelo “meio” no qual estamos inseridos, onde o que se é bonito ou feio, agradável ou desagradável, bom ou ruim,certo ou errado, necessário ou desnecessário, nos é estabelecidos. E é quando estabelecemos nossos padrões, juntamente, aparece nossa tendência humana do JULGAR.
    Olhar ao nosso redor e estabelecer que nossos padrões e crenças devem ser os únicos reflexos, pois são os que determinamos ser os corretos, nos leva a um estado cômodo para julgar e automaticamente condenar,a quem estamos julgando.
    A Bíblia, nosso manual de vida, que é a palavra de Deus, viva e eficaz para nós, diz em Mateus 7 verso 1: “Não julgueis, para que não sejais julgados”, e prossegue em seu verso 2 , nos alertando que “ Com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós.” ou seja, nos traz claramente a demonstração que o Julgamento atrai julgamento, o tanto quanto julgamos, apontamos os erros,defeitos do nosso próximo, seremos também nós, apontados,julgados.
    O mesmo capítulo, continuando por seus versos 3 á 5, chegamos ao ponto crucial de toda essa exortação, quando nos diz no verso 3, “por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho?”, Jesus, emprega este fato, como uma imagem para exemplificação daquilo que quer nos mostrar. Uma pessoa está sofrendo por causa de um cisco no olho, quando vem a outra oferecendo tirá-lo. Só que a outra, o juiz hipócrita, tem uma viga no olho, o que nos remete ao fato de olharmos tanto ao próximo, e esquecermos de nos auto-avaliar, ou seja, estamos mais preocupados em enxergar no próximo do que em nós mesmos, o que é necessário ser mudado.
    Temos investido tempo de nossas vidas para criticar, sempre à procura de uma falha alheia como alvo. E o que torna a situação pior, é que criticar sozinhos, parece não ser suficiente, o que nos fazem atrair outros a serem críticos e participarem conosco de nossos discursos considerados “totalmente corretos e de visão”. Por trás,estão nossas vidas necessitando de inúmeros “reparos”, que acabam ficando invisíveis e insignificantes para nós, diante do que vemos na vida do próximo. Lamentável.
    Devemos ser conscientes que, sermos prudentes, sabermos discernir entre certo e o errado, andarmos segundo o que nos é estabelecido pela palavra de Deus, e querermos trazer essa realidade as pessoas com intuito de ajudá-las,  não tem condenação da parte do Pai, pelo contrário, Ele mesmo, no decorrer de Mateus 7 nos remete a tal. Mais o ato de Julgar, já condenando, é totalmente abominável para Deus, que é o único que tem autonomia para tal, e que ao contrário utiliza muito mais do seu amor para com seus, do que julgamentos.
     Estejamos nós, dispostos a olharmos para nós, para nossas traves nos olhos, para retirarmos, ao invés de ficarmos apontando os ciscos nos olhos dos nossos irmãos, há em nós, muito a ser moldado, transformado por Deus, para que sejamos unicamente usados como canais de benção.  

Bruna Machado Bahiense

domingo, 20 de novembro de 2011

PROJETANDO A VIDA



     O Ano está acabando, estamos perto de concluir mais uma etapa, mais um ano. 2011 está chegando ao fim, mas, 2012 vem aí!! e junto com um Novo Ano, renovam-se as esperanças, os sonhos e projetos que não foram colocados em prática ou realizados nesse ano.
    
    Sabemos que todos os nossos planos e projetos, só acontecem se assim for da permissão do Senhor, como está escrito em: Provérbios 16.1 - Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor. Então sabemos que Tudo está debaixo do controle Dele e da permissão que vem Dele para que se realize em nossas vidas.Mas, devemos ter a consciência que isso não anula a nossa parte de projetarmos e planejarmos, e a devemos fazer. Deus só pode aprovar, algo que lhe é apresentado, ou seja, devemos portanto nortear nossas vidas, devemos sim, planejar, organizar nossos sonhos, projetos, e assim, apresentarmos ao Senhor.  Devemos seguir em busca de conquistas e realizações concretas em nossas vidas, e não ficarmos “perdidos”, à mercê do “ Deus dará”.  

TE CONVIDO A SEPARAR NESSA SEMANA, UM MOMENTO SOZINHO, DE TRANQUILIDADE, PARA QUE VOCÊ CONSCENTRE-SE EM ANALIZAR SE VOCÊ TEM UM PROJETO DE VIDA, OU SE HÁ DIVERSAS IDÉIAS ‘BAGUNÇADAS’ NA SUA CABEÇA, DO QUE SER, DO QUE FAZER...PEGUE UM PAPEL, E COLOQUE NELE TUDO O QUE REALMENTE É SONHO, É PROJETO, AQUILO QUE REALMENTE TE FAZ DISPOSTO (A) A CAMINHAR EM BUSCA.
TE AJUDO, COM DOIS PONTOS PARA FAZER A ANÁLISE, PARA QUE VOCÊ VEJA, SE AQUILO QUE SONHA, É REALMENTE O QUE É PRA VOCÊ FAZER:  

1-     Reconheça seus dons e talentos;

-Quando Deus nos criou, ele nos dotou de dons e talentos.

    Veja aquilo que você faz de melhor, com maior prazer. Cada um é dotado de um ou vários tipos de dons e talentos e Deus quer que use esses dons para que esteja norteando sua vida ao que ser, ao que fazer e principalmente que com eles possa honrar a Ele.
    Esteja certo de que:
“Humildade é reconhecer os seus defeitos, não é omitir suas qualidades e seus dons”.
    Devemos ter cuidado, ao focar nossos Dons e talentos naquilo em que realmente lhe devem ser destinados. Não devemos “forçar a barra” naquilo que não nascemos pra ser e fazer, pois dessa forma jamais encontraremos a nossa verdade, aquilo que está em nós. Lógico, que há variedade de talentos, tem como alguém que nasceu pra ser Médico (a) ser também um Estilista? Sim! logicamente, se estiver nessa pessoa empregado mais do que o talento pra medicina, mais também, o da moda. corte e costura,rs. Você pode até analisar, como existem vários casos assim, de pessoas com variedade de dons, talentos:professores-cantores, advogados-músicos e por aí vai...
    A partir do momento que o que você faça seja o SEU MELHOR e a SUA VERDADE tudo fluirá melhor na sua vida. Quer fazer mais de uma coisa? quer cantar, lecionar, clinicar, pastorear, advogar, dançar,modelar? O Faça, desde que seja sua verdade e te leve a buscar com garra.  

2-     Reveja as suas experiências;

    Analise aquilo em que você já tentou,e não deu certo, ou até mesmo o que você persiste, insisti e não se sente apto a estar fazendo, se realmente é algo que lhe dá expectativa futura, em todos os aspectos. Não foque apenas no financeiro. Faça e busque aquilo que lhe dará a certeza de estar no caminho certo, fazendo algo que lhe traz paz, alegria, e que te leve a honrar ao Senhor com os seus feitos. Aprenda com seus erros, veja as coisas em que já errou, e tome decisões e direções corretas, para que não cometa o mesmo erro.


"O homem nobre faz planos nobres, e graças aos seus feitos nobres permanece firme" 
( Isaías 32.8).

Que Deus possa lhe ajudar a caminhar segundo a Vontade Dele, e te guie naquilo ao que fazer, a lhe dar o rumo certo para sua vida... 

OUSE EM SONHAR, OUSE EM PLANEJAR... E OUSE PRINCIPALMENTE, EM IR EM BUSCA DA REALIZAÇÃO DE CADA SONHO E CADA PROJETO!!

Com amor que vem de Deus,


Bruna M. Bahiense